New York – EUA, 2016

@uebert

Em 2016 pude realizar mais uma viagem para os #eua mais especificamente #nyc . Nessa oportunidade fui na condição de #turista , pois já havia feito uma outra viagem em 2013 como estudante e não pude aproveitar tudo o que #novaiorque tem para oferecer.

Então em 2016 pude percorrer vários pontos turísticos da #bigaplle , além é claro de dar uma passadinha na ilha em que se encontra a Estátua da Liberdade. O frio intenso e menos de 0 grau não foi suficiente para “barrar” meu desejo de ver a Estátua.

Foto e relato do @uebert

São Paulo – Brasil, 2007

@tonnfernandes3

A primeira vez que pisei em #sãopaulo eu estava sozinho esticando uma viagem de trabalho a #itu . Como estava “próximo” não poderia deixar de conhecer a maior #cidade do #país . Claro que minha casa naqueles dias seria na #avpaulista a mais conhecida de quem não conhece #SP .

Estava em um bus comum e resolvi pedir ajuda a uma pessoa para saber o ponto exato onde descer, em menos de 1min o ônibus inteiro estava imbuído em me ajudar. Esse tipo de cena é comum em SP, as pessoas tem orgulho do seu tamanho, da sua imensidão e gostam de celebrar demonstrando que sabem desvendar caminhos e apontar direções, proferindo com intimidade o nome das suas ruas, bairros, marginais e tudo o mais.
Essa cidade é incrível.

Foto e relato @tonnfernandes

São Paulo – Brasil

@migueljoao

Ir pra #SP nunca foi muito minha praia. Sempre achei uma cidade nada acolhedora e imaginava que iria sumir naquele mar de gente. Hahah
Mas nessa última #viagem que fiz, #sozinho , dono das minhas próprias decisões, posso considerar como minha verdadeira ida à #pauliceiadesvairada.

Tudo tinha outro tom, outra vida, tinha alma! Eu pude conhecer lugares incríveis e pessoas mais incríveis ainda! Fiz #tour por cafeterias, aprimorei meu gosto por esse vício. Frequentei lugares diferentes de tudo que já tinha conhecido… Sem falar da experiência de ter ido pro meu primeiro festival de música! O #lollapalooza
Se quero voltar? LOGO! Se indico?!? SEMPRE! E sim, existe amor em SP!

Foto e relato de @migueljoao

Cracóvia – Polônia, 2016

@arthurnogueira.jpg

#viajarsozinho é uma #experiencia que recomendo a todos, porque ensina sobre autossuperação e o #autoconhecimento . Em setembro de 2016, estive na #alemanha , incluindo uma rápida passada por #munique e pequenas viagens à #inglaterra e à #polonia . Fui de #berlim para a Cracóvia de ônibus, em um percurso de cerca de oito horas.

De todos os lugares em que já estive, a Cracóvia foi o mais desafiador. Em meio à sua imensa beleza paira uma dureza histórica, que nos confronta a todo momento, de diversas maneiras. Conheci um Polonês de 25 anos, chamado Piotr, que me disse madura e tranquilamente, depois de me ouvir falar sobre sentimentos assim: “life is brutal.” Sim. E na Polônia fiz viagens profundas para dentro, experimentando o prazer, enquanto caminhava pelas ruas de pedra cercado de flores e verde, e a dor de nossa condição humana, enquanto era engolido pelo pó e a ausência de cor do campo de concentração de #auschwitz

Foto e relato de @arthurnogueira

Óbidos – Portugal

@benedictojunior

Ir a Óbidos é uma experiência que todo o viajante que faz um roteiro por Portugal deveria ter. É uma verdadeira vila medieval de contos de fadas, pequenina, conservada e com um acesso super fácil a partir de #lisboa (pois são menos de 90km de distância). Aos que querem mergulhar em um mundo medieval, aconselho a passar uma noite por lá.

O encanto começa logo na chegada. Do castelo de Óbidos, sai uma muralha com 1,5km que abraça pequenas ruazinhas, formando a Vila Medieval. Ao passar pela porta da Vila (com uma capela-oratório dedicada a Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Óbidos, e uma coleção muito bonita de azulejos do século XVIII que retratam a Paixão de Cristo), suba as escadas que estarão ao seu lado esquerdo e percorra a muralha, para ter uma visão de cima da vila, da paisagem natural e da bonita agricultura que envolve a região.

Foto e relato de @benedictojunior

New York – EUA, 2015

@luizaterpins.jpg

Pode parecer loucura explorar #novayork #sozinha e em pleno #inverno mas valeu super a pena. Passei duas semanas lá em fevereiro de 2015 e cheguei a pegar sensação térmica de -20 graus (isso em nada atrapalhou meus planos, muito pelo contrário. A cidade tem uma programação intensa mesmo coberta pela neve).

Nessa vez, fiquei no #hostellinginternational#hostel super legal no Upper West Side. A galera é mega animada, eles organizam vários programas e é também muito bem localizado, o que ajuda quem viaja sozinho. Daquelas experiências que todo mundo deveria viver alguma vez na vida. 🙂

Foto e relato de @luizaterpins

Paris – França

@estruturandoideias

 #paris é uma beleza a parte, apesar de ser bem clichê, e famosa e todos conhecerem e ver a #torreeiffel quase sempre em filmes, a sensação é #inexplicavel . Eu não queria conhecer Paris, mas foi muito bom conhecer e sentir a energia do local, das pessoas e a Torre Eiffel foi uma das coisas que mais me impressionou no meu mochilão.
#viajarsozinho é sempre um aprendizado maior, você entra em contato com você mesmo, e a dica é viajar sozinho pelo menos uma vez na vida, fiz amigos e parceiros pro resto da vida.

Foto e relato do Álvaro Fernandes do @estruturandoideias

Pernambuco – Brasil

@cometti_luis

Uma das minhas primeiras viagens sozinho foi para o Recife. Cidade que eu amei de cara e que escolhi para viver. Seis meses depois eu voltei em pleno #carnaval e fiquei de vez. E entre tantas maravilhas desta terra, a #praiademuroalto foi escolhida para esse post.

Acordei bem cedo, peguei um ônibus no terminal e depois de 3h, compartilhando o ônibus com vários vendedores da praia, cheguei em #portodegalinhas . Depois do almoço me encaixei em um buggy com um casal bem simpático e fomos até Muro Alto. O casal praticamente me adotou, dividimos mesa, comida, caiaque 🤣🤣 é #bomviajarsozinho

Foto e relato de @cometti_luis